segunda-feira, 28 de abril de 2014

"O que mais gostas nas pessoas?"

A capacidade de absorver ideias novas.
Quem fez a pergunta-título foi um recém conhecido da Angola (daqueles aleatórios que adicionam amigos no Facebook sem razão aparente e depois ficam puxando assunto). E a resposta direta foi o primeiro parágrafo. Em todos os tópicos, provavelmente, mencionarei: “o mundo é tão grande e plural!”, por que se apegar a ideias? Por um instante pensei em escrever “por que se apegar a valores e ideias?”, mas também não é assim. Acredito que todos nós temos que ter um pequeno punhado de valores, mas um punhado pequeno. Gente com punhados grandes de valores costumam se apegar demais às próprias ideias e concepções sobre o mundo e isso, definitivamente, não é bom.
A capacidade de absorver ideias novas não é necessariamente concordar e dizer “amém” a toda e qualquer ideia nova que surge, mas absorver e tirar o melhor proveito daquela nova ideia. Não existe ideia que não possa ser bem aproveitada. Se a ideia é totalmente fora de contexto de todos os padrões de coisas que a razão nos permite aceitar (como sorvete de quiabo, sugerido por um amigo meu), ainda assim se pode tirar um aprendizado: nunca sugerir sorvete de quiabo para os fabricantes de sorvete.

Absorver não é necessariamente aceitar, mas compreender. Curto quem consegue entender uma ideia nova e, mesmo que ache “ideia de girico”, continue a ter uma boa convivência e travar discussões construtivas a ambos os lados. Super curto isso.

Nenhum comentário: