sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Intensivão ENEM - Redação

Redação. A temida redação do ENEM! Antes de começarmos a falar do gênero dissertativo-argumentativo (que é o que sempre foi pedido nas provas), vamos compreender quais os pontos avaliados.
São cinco os critérios observados no discorrer do texto, sendo eles:

1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa;
2) Compreensão da proposta de redação;
3) Seleção e organização das informações;
4) Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto
5) Elaboração de uma proposta de solução para os problemas abordados, respeitando os valores e considerando as diversidades socioculturais.



Inclusive, taí a explicação do porquê não foi zerada aquela redação do ENEM 2012 em que o candidato comentou a receita do miojo no meio da dissertação. Mesmo que houvesse a fuga do tema, ela não foi por todo o texto e as notas dos outros critérios não poderia ser zerada apenas por um desvio do tema pedido.

São dois os avaliadores desses cinco tópicos, atribuindo a cada um deles uma nota de 0 a 200. Caso haja uma diferença maior que 80 entre o tópico de avaliação de um avaliador e outro, há um terceiro avaliador que dá a nota naquela competência.

O Gênero Dissertativo-Argumentativo
Dissertativo: s.f. Discurso, exposição ou exame minucioso de determinado assunto.
Argumentativo: adj (argumentar+ivo) Em que há argumento.
Ou seja, você pode tranquilamente escrever um texto que seja APENAS dissertativo e não umdissertativo-argumentativo, que é o que a prova do ENEM exige. Muitas vezes os candidatos acreditam ter feito uma ótima redação, mas não atingem a nota esperada por esse pequeno detalhe chamado "argumentação". 

A Estrutura do Texto
Você que vem estudando para o ENEM deve ter visto muitos dizendo que "a dissertação tem três parágrafos: introdução ao tema, apresentação dos problemas, possíveis soluções", mas não se deixe enganar! A afirmação acima está quase certa. De fato, o texto dissertativo argumentativo exige a introdução ao tema, apresentação dos problemas e possíveis soluções, mas não se prenda aos três parágrafos, pois isso pode te prejudicar, e muito!

Introdução ao tema: Este é um parágrafo curto, geralmente um parágrafo apenas basta para fazer a introdução ao tema. Imagine que você é um ser humano que esteve dormindo por vinte anos. De repente acordou e te entregaram um texto falando sobre um determinado tema. Faça a introdução de modo que você, esse ser humano totalmente por fora dos últimos acontecimentos, consiga compreender, superficialmente o que está acontecendo.

Apresentação dos problemas: Preste muita atenção nesse ponto, pois o tema da redação costuma ser amplo, mas pedir soluções para um ponto específico. Como exemplo, cito o tema do ENEM 2012: "O movimento imigratório para o Brasil no século XXI", mas alguém se lembra do restante da proposta? Aqui vai: "...apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos".
Existem mil e uma coisas que você pode falar a respeito do movimento imigratório para o Brasil, suas causas e consequências, seus benefícios e malefícios, mas é preciso focar no que a prova pede. Observando bem a proposta da redação, ela sugere que o movimento migratório para o Brasil é intenso, muito intenso, e que, de alguma maneira, isso pode influenciar nossa economia, nossa sociedade, nosso modo de viver positiva ou negativamente e por isso poderia/ deveria ser colocada em prática uma forma de intervenção a isso, mas respeitando os direitos humanos.
O que se pode tirar a partir dessa rápida interpretação do tema proposto? Mil coisas. Mil problemas relacionados que você terá que selecionar - afinal, o limite da redação são 30 linhas -, problemas estes que devem estar estritamente relacionados à imigração e a uma intervenção que não fira os direitos humanos.
Geralmente, é a parte do do desenvolvimento dos problemas que poderá ter mais de um parágrafo. Não faz sentido apresentar problemas diferentes num mesmo parágrafo. Distribua-os de maneira clara a deixar seu texto mais claro, mais "limpo".

Possíveis soluções: Este também não precisa ser um parágrafo muito extenso. No fechamento da sua dissertação argumentativa é preciso retomar o que já foi dito no início e então apresentar uma solução aos problemas apresentados no desenvolvimento, mas uma solução cabível, obviamente. Você, por exemplo, não diria que uma solução para os imigrantes no Brasil seria o fechamento das fronteiras e estreitamento do mercado turístico para evitar a "invasão" do país, diria? Claro que não. Não diria, porque você, como estudante antenado no ENEM sabe que o turismo representa um mercado significativo no Brasil e que os imigrantes, na grande maioria das vezes, vêm para somar e não depreciar a economia do país.



Dicas Para o Dia da Prova
Não adianta você se matar de estudar para o ENEM se você não tiver um condicionamento físico para esse tipo de prova. A prova é extensa e extremamente cansativa, por isso, você sabe que não deve ir pra gandaia no dia anterior muito menos comer uma feijoada daquelas antes de ir pra prova.

Para o desenvolvimento da redação, aconselho que se faça na seguinte ordem: 
1. Fazer o rascunho da redação antes de responder o caderno de questões (seja fazer o rascunho propriamente dito ou então pontuar o que deverá ou não colocar).
2. Então partir para a parte objetiva da prova e terminá-la. 
3. Depois, rever a redação e fazer os ajustes que considera necessários (de repente, você pode encontrar alguma informação sobre o tema proposto ali entre o caderno de questões mesmo)
4. Passar as questões objetivas para o gabarito (com muita, muita calma)
5. Reler a redação mais uma vez e fazer os ajustes finais.
6. Passar a redação para a folha definitiva.
Acho importante o desenvolvimento dessa maneira, pois o intervalo de tempo entre o rascunho e a folha definitiva se torna maior. Quem nunca escreveu um texto que, assim que o terminou, achou super bom e quando o releu depois de alguns dias percebeu que tinham muitos ajustes a serem feitos? Como no ENEM não é possível ter esse intervalo de alguns dias, que se faça de algumas horas, já é alguma coisa.

Se escrever redação não é muito a sua praia, tenho dois conselhos:
1. Escreva e leia muitas redações. Só a prática leva à perfeição (ou quase)
2. Faça tópicos com o que você deve escrever no texto antes de, de fato, escrevê-lo. Mais ou menos assim:
Tema: Imigração no Brasil
Introdução:
- De onde vêm os imigrantes?
- Por que eles vêm para o Brasil?
Apresentação dos problemas:
- Qual a situação do país que os imigrantes adotam como lar?
- Que dificuldades encontram para viver?
- Como o governo/ população deve se posicionar diante disso?
(note que somente o terceiro tópico fala realmente da parte do tema que diz "...apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos", mas os pontos anteriores servem como base para a apresentação do terceiro)
Soluções:
- Por que teríamos de mandá-los embora?
- Como as intervenções poderiam influir positivamente no contexto geral?
- Como os imigrantes contribuem positivamente para o país?

Por fim, fique atento se o seu texto está "bem amarrado", como diria meu antigo professor de português. Para perceber isso é fácil: no seu texto, leia a introdução e depois parta para a conclusão (pule a parte da apresentação dos problemas). O texto ainda faz sentido? Então ele está bem amarrado. Isso demonstra que você, entre a introdução e a conclusão, não fugiu do tema proposto.

Bons estudos!

Amanhã o tema do intensivão serão as escolas literárias (contexto histórico, principais autores e suas características). Quais escolas literárias você quer estudar primeiro? Comente!


Nenhum comentário: