quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Devaneios.

Na sala de estar da minha casa eu teria aquele quadro, aquele lindo quadro Le Chateau des Pyrénées de algum artista Búlgaro, que mostra um mundo de uma casa só. As frutas preferidas seriam as laranjas e estas só chegariam em casa em sacos de compras de papel. O jardim seria sempre verde e haveria um sebo tão denso que mal daria para olhar do outro lado. A quem conseguisse atravessá-lo, seria dada uma floresta e mais a frente um lago e um casebre. Nos espelhos da casa, os reflexos piscariam ao mesmo tempo em que as pessoas que piscam e isso seria sempre extraordinário. No jardim, sob algumas árvores, haveriam estátuas de anjos com os olhos encobertos e a porta do closet seria num tom índigo para ser maior por dentro. No armário, num quarto vazio, os casacos pesados para usar só em dias de neve se abririam para um outro reino, mas só para as crianças que brincassem de esconde-esconde.

Só isso? Acho que não. Ainda devem existir muitas citações fantásticas para acumular nessa minha casa...

Nenhum comentário: